Blog do Jorge Aldir


Novo endereço..

  Estou escrevendo meus comentários no blog do gringo(do Paraguai) espero vocês lá.



 Escrito por Jorge Aldir às 11h27 [] [envie esta mensagem] []






Bola pra frente que atras vem gente

   Estou começando uma nova entre tantas etapas da minha vida profissional. Quarta feira faço a minha estréia ao lado do Gringo (do Paraguai)na 98 FM na transmissão do jogo  ABC e Atlético do Paraná pela Copa do Brasil. Lá trabalharei com uma galera gente boa como Ed Oliveira, Morango, Gabriel, Fabio,Wosley e meu amigo particular Ítalo Anderson. A coisa promete, já que senti em      todos eles um compromisso muito grande para um projeto de se fazer um rádio mais dinâmico e diferente, tirando o torcedor das enfadonhas transmissões já existentes. Para o sucesso chegar mais rapidamente, conto com o apoio de você torcedor, razão maior do nosso trabalho. Agradeço a Felinto a confiança, e faremos tudo que for possível para corresponder a espectativa.



 Escrito por Jorge Aldir às 13h38 [] [envie esta mensagem] []






O novo esta chegando ao futebol...

   Contiuando na linha dos que estão chegando para o futebol, a torcida do ABC também tem o que comemorar. Depois de alguns arranca rabos com o presidente Judas Tadeu Flávio Anselmo voltou com gosto de gás a trabalhar de maneira silenciosa porem, eficiente, em prol do clube alvinegro. Gente com outra mentalidade, trazendo na bagagem modernização sem perder os traços de torcedor. Além do carinho (amor mesmo) que nutre pelas cores do clube, tem um relacionamento  e conhecimento enorme não só em Natal  como alem fronteiras, o que representa benefícios  em forma de parcerias, onde quem sai ganhando unicamente é o torcedor que quer seu clube do coração cada vez mais forte. Seja bem vindo Flávio, o futebol também agradece.



 Escrito por Jorge Aldir às 13h22 [] [envie esta mensagem] []






Boa, muito boa contratação...

A chegada de Gilberto Nadai ao América é sem dúvida alguma muito oportuna. O Clube tem pessoas de uma abnegação incontestável, mas com pouco tempo o que proporciona maior grau de risco nas contratações. Além de ser um profissional na verdadeira acepção da palavra, já desempenhou essa e outras funções em clubes do futebol paulista e conseqüentemente além da experiência, um raio de ação maior na hora de buscar atletas para reforçar o time rubro na temporada da série B do brasileirão. Parabéns, não só ao América, mas por extensão ao futebol potiguar que agradece um profissional de porte que se agrega aos demais que lutam dia após dia pelo engrandecimento do nosso mais popular esporte.



 Escrito por Jorge Aldir às 13h06 [] [envie esta mensagem] []






Custou mas aprendeu...

Com mais de dez anos a frente dos destinos alvinegro, o presidente Judas Tadeu tornou-se um dirigente cuidadoso e imune a pressão. Torcedor do ABC não é diferente dos demais e cobra constantemente contratações não dando a mínima para a situação financeira do clube. Tendo essa paciência vai aos poucos dotando o time de boas contratações tão necessárias para as competições, que, diga-se de passagem, são muitas e importantes, como estadual-Copa do Brasil e série B. São contratações feitas a conta gotas mas com qualidade. Jogadores com bom currículos bons, e muitos deles já conhecidos da imprensa e do próprio torcedor, não desperdiçando dinheiro com muitos boleiros que aqui chegam, e não dão conta do recado, causando prejuízos aos cofres já minguados do Clube. Envereda portanto, num caminho correto, onde a margem de erro é bem menor.



 Escrito por Jorge Aldir às 12h15 [] [envie esta mensagem] []






Será que conpensa...

Não tenho a menor duvida, que as contratações feitas pelo América, olhando pelo ângulo técnico, são de ótima qualidade. Mas devemos ressaltar também que são jogadores com histórico disciplinar de péssima reputação. Jogadores com problemas com álcool e noitadas intermináveis pondo assim  em risco um trabalho que se propõe a dotar o time rubro de postura de vencedor. Resta saber da direção, se o custo beneficio compensa, se compensar, deve conversar com o Vereador treinador interino, que trata-se de um profissional exigente e disciplinador, pois caso contrario muitos problemas vão aparecer, num conflito que pode atrapalhar o projeto pré estabelecido pelo clube.



 Escrito por Jorge Aldir às 12h01 [] [envie esta mensagem] []






Calma e caldo de galinha não faz mal a ninguem...

   AS   contratações para as disputas do ano,  estão sendo feitas de forma vagarosa por parte da diretoria no entender  da torcida do ABC. Só que a medida que as peças vão chegando e entrando, nota-se um encaixe na esquematização tática do treinador Eriberto da Cunha.

       O time ganha corpo a cada partida disputada, mostrando claramente que, devagar e sempre se chaga ao objetivo. Não adianta mais, aquelas precipitações de outrora quando pressionados os dirigentes contratavam em banda de lata, muitas vezes trazendo jogadores abaixo da média causando prejuízos e insatisfações ao torcedor.

       O que se nota, é um amadurecimento, mesmo que tímido ainda, dos dirigentes alvinegros, em planejar e executar com tranqüilidade e firmeza. É assim que deve ser, para não haver arrependimentos e prejuízos de ordem técnica e financeira, de forma irremediável.

 



 Escrito por Jorge Aldir às 14h20 [] [envie esta mensagem] []






Impaciêmcia tem limite...

   Não pode de forma alguma a diretoria do América entrar em parafuso outra vez na questão treinador.

   Em menos de dois meses Vereador é o terceiro técnico da equipe, coisa anormal, pra quem esta querendo reconquistar a hegemonia do futebol potiguar, fazer boa campanha na copa do Brasil e iniciar bem a série B do brasileirão.

    A torcida não suporta mais esse descontrole que só tem trazido prejuízo tanto financeiro quanto técnico ao clube que já vem nesse lenga lenga há algum tempo.

    Na situação atual, seria prudente manter o etileno, pois será um grande risco trazer um profissional caro que num tropeço qualquer no estadual, venha cair e a história se repetir num ciclo vicioso e aumentando a intranqüilidade de sua torcida.



 Escrito por Jorge Aldir às 13h43 [] [envie esta mensagem] []






Falta critério...

    Uma final de turno sem  ABC ou  América é um sinal claro e evidente que faltou muito cuidado na hora de formarem seus elencos para início de temporada.

 

    Sei que os dirigentes não gostam de críticas, e nem eu gosto de fazê-las, mais contra fatos não existem argumentos. Essa baboseira de se contratar sem critério ou quando nada com critérios desconhecidos da imprensa, traz não só um prejuízo técnico como também acarreta furo nas finanças dos clubes.

 

   Também sei, e não podia pensar diferente, que as intenções dos dirigentes são as melhores possíveis, porém, no futebol de hoje é preciso mais que boas intenções, é necessário acima de tudo, profissionalismo grande, e pouco muito pouco ou quase nada de paixão,  que anda de mãos dadas com amadorismo. Sofre muito o dirigente,  nós sabemos, na hora que as coisas saem erradas, mas sofre muito mais o torcedor que não admite ver, e diga-se de passagem, com toda razão, seu clube fora de uma final de turno, num campeonato com índice técnico baixo.

 

    Fica a indagação desse próprio torcedor: e no campeonato brasileiro da série B, que tecnicamente é infinitamente superior, como ficam nossos representantes? Podem suas torcidas confiar em boas campanhas no certame que esta às portas de ser iniciado?

 

    Essa é a resposta que todos desejam saber dos dirigentes das duas maiores agremiações do RN.



 Escrito por Jorge Aldir às 12h07 [] [envie esta mensagem] []






Tá muito complicado....

   A situação vivida hoje pelo América, é o reflexo das atitudes precipitadas de alguns dirigentes, que teimam em ouvir as pessoas erradas - aqueles que não contribuem com nada e metem o dedo quando não são chamados. Eu alertei varias vezes nos microfones da Rádio Clube, que a hora era imprópria para a mudança no comando técnico do time, numa semana de dois jogos muito difíceis contra Baraúnas (candidato natural ao titulo) e ABC o mais ferrenho adversário americano. Perdeu para o primeiro e joga sob o olhar desconfiado (e bota desconfiança) de sua torcida no domingo diante do alvinegro. Imaginem torcedores do time rubro, uma nova derrota no próximo fim de semana, não vai ter ninguém capaz de segurar o Tita à frente da comissão técnica de um time que não consegue mostrar nem um pouquinho, ter forças suficientes para virar essa situação.



 Escrito por Jorge Aldir às 12h10 [] [envie esta mensagem] []






Aqui em Natal, jovem não tem valor...

   Não posso entender como existe paciência ou até mesmo, conivência com profissionais que chega de outras praças. Se o que acontece no ABC hoje, fosse com qualquer treinador da terra, a coisa estaria diferente e resolvida. Não vai da imprensa, pelo menos de minha parte, nenhuma intenção de perseguir Eriberto da Cunha que reputo ser, um dos bons técnicos de futebol deste Brasil. Mas fica evidente, a inércia da diretoria, que observa passivamente as improvisações em detrimento de bons valores egressos das categorias de base do clube. Posso até concordar, e concordo que um jovem atleta não pode ser lançado de qualquer maneira, mas na ausência de um especialista, é claro que a bola da vez tem que ser das bases. Falta mais firmeza no dialogo de diretores e comissão técnica, para que um trabalho de mais de  cinco anos, não seja feito em vão; ou seja, não precisa trabalho das divisões inferiores do clube.



 Escrito por Jorge Aldir às 12h28 [] [envie esta mensagem] []






Pra que tumultuar???

Não vejo, pelo menos aparente, motivos para tanta pressão em cima do treinador rubro Marcelo Vilar. Se um profissional esta errando bastante, ao ponto de chamar a atenção da diretoria, com uma pressão enorme, inclusive com ameaça de demissão, a tendência é a coisa piorar. Deixa o cara trabalhar, e se os resultados não forem satisfatórios, se substitui na hora e tempo exato, sem ter que ficar pelos corredores e principalmente se beneficiando de bom transito na imprensa, para plantar possível queda do profissional em questão.



 Escrito por Jorge Aldir às 12h58 [] [envie esta mensagem] []






Melhorou...

Muito boa à medida do ABC em baixar mesmo que pouco, os preços de ingressos para jogos de menor porte no estadual. Poderia ser um desconto maior, mas é um começo, pois não se pode admitir o torcedor ser obrigado a pagar a quantia de vinte reais em qualquer partida, mesmo em se tratando de jogos oficiais do nosso campeonato. Sempre defendí nos microfones da rádio Clube, tabelas de preços móveis para o nosso certame e até mesmo, algumas partidas da série B do brasileirão. Parabéns a diretoria do time alvinegro, que costuma dizer, que a imprensa só sabe criticar.



 Escrito por Jorge Aldir às 15h31 [] [envie esta mensagem] []






Um puxa o outro; queiram ou não...

 

   Com os anúncios das contratações feitas pelo América, contratações estas de melhor nível já pensando na série B do brasileirão-forçaram o ABC a acompanhá-lo e mudar o rumo de suas aquisições. Não podemos esconder que, com a vinda de jogadores como Simão, Alexandre Oliveira, Ricardinho, Gaúcho e muito provavelmente Bebeto, eleva em muito a qualidade do elenco colocado à disposição do treinador alvinegro, que nos microfones da Rádio Clube, declarou estar bastante preocupado com o material humano que dispunha. Tanto ABC, como América, estão finalmente, atendendo o clamor dos torcedores, e parte da Imprensa, de formarem já no estadual, uma base sólida para um campeonato cada vez mais difícil como é a série B; não caindo na mesmice dos anos anteriores, que formavam um grupo para o nosso campeonato e outro para o certame nacional, causando com isso - enormes preocupações para suas torcidas, ficando no cai, não cai, que infernizava a vida de todos que torcem pelo sucesso de ambos, no âmbito brasileiro.   



 Escrito por Jorge Aldir às 19h25 [] [envie esta mensagem] []






Remédio bom!!!é amargo...

Antes da revitalização da Federação de Futebol de nosso Estado, revitalização essa exigida por todos que trabalham no Futebol (incluindo-se a imprensa) os clubes não pagavam nada para inscrição de atletas ou, taxa de espécie alguma, mas também não tinham direito de reclamar absolutamente nada. Agora, é dirigente reclamando pra tudo quanto é lado. Sabemos que os clubes vivem sufocados pela ausência de parceiros que possam suprir as suas finanças, porém, a mentora máxima do futebol potiguar só poderá oferecer um serviço no mínimo, razoável, tendo as receitas advindas do nosso campeonato. Segundo o presidente José Vanildo, as taxas obedecem, a uma tabela baseada em campeonatos de federações do porte da nossa: portanto, não podendo dispensar essa receita que por sinal-é a única para movimentar a madrasta do nosso principal esporte.



 Escrito por Jorge Aldir às 19h57 [] [envie esta mensagem] []




[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]
 


 
 




UOL - O melhor conteúdo
BOL - E-mail grátis
AssessoRN
 
 

Dê uma nota para meu blog